José P.

José P. - O dia adivinhava-se complicado e foi. De um lado para o outro e infelizmente um dia repleto de más notícias. À noite, a vir para casa, passei por este senhor, tem 45 anos e é taxista há 11. Contou-me que antes deste trabalho era jardineiro. Adorava a jardinagem mas já não conseguia pagar as contas então resolveu arranjar outro emprego. Das 8h às 14h trabalha como jardineiro e das 15h às 00h como taxista em Lisboa. Encontrei-o eram cerca das 23:30h, estava quase a acabar o dia de trabalho. Estava numa praça de táxis, a jogar candycrush no seu tablet. No fim, a rir-se, pediu-me para ver a fotografia, gostou e disse: a falta de luz favorece-me!
 

Lisboa, 30 de novembro de 2015. 

João Porfírio

 

 

Um Estranho por Dia

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário