Fernando C.


Fernando C. 13 anos. A primeira coisa que o Fernando me disse quando passei por ele foi “pareces o pai natal com essa barba grande”, e logo aí vi que tinha encontrado o meu estranho do dia. Ele começou por dizer que os meus óculos eram de menina e se eu queria comprar os dele por 2€, ou uma troca “pele por pele”. O puto ganhou-me com este inicio. Está na quarta classe porque “gosto demasiado de folia e as professoras dizem que ando sempre com a cabeça nas nuvens”. Durante as férias escolares, faz bodyboard mas o que acha mesmo piada é ao surf e quer ser surfista quando for grande. “Consola a vê-los (aos surfistas) a deslizar pelas ondas”, diz ele. Mas como qualquer miúdo de 13 anos, carros, motas e bicicletas é que são o seu forte.. “belas bicicletas” diz ele quando passou por nós um casal a passear de bicicleta. Num tom mais sério, disse que ser mecânico como o pai, “quero abrir um motor e ver o que se passa lá dentro” e conta que se preocupa imenso com um amigo vizinho que já anda de mota com apenas 12 anos, “mas devagar, senão ele é “aboiado” (expressão açoreana para atirado)”. Acabamos a conversa a falar sobre a escola e que para o ano (5º ano) já se vai inscrever “num daqueles cursos para aprender a fazer coisas e ser mecânico”. 

Ribeira Grande. 5 de Dezembro de 2015. 
Rui Soares

 

 

Um Estranho por Dia

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário