Celeste T., 55 anos

Celeste T., 55 anos - Adoro castanhas e quando fui comprar chamou-me a atenção a simpatia desta senhora.Enquanto punha as castanhas no cartucho expliquei-lhe o projecto e prontamente se disponibilizou para colaborar mas dizendo que não tem nada de interessante para contar e aí disse-lhe que nós não procuramos histórias felizes nem tristes mas sim histórias de pessoas, com pessoas.
Começou a trabalhar na venda ambulante aos dez anos de idade, ou seja, há 45 anos. Começou com os seus pais e hoje trabalha com o seu marido.
Como todos sabemos a venda da castanha é sazonal e perguntei-lhe o que é que fazia durante os meses do ano em que não se vende castanhas assadas. "Vendo também, na devida altura, morangos e cerejas, sempre aqui entre o Cais das Colunas e o Cais do Sodré".
A conversa foi bastante rápida devido a, felizmente, ter imensos clientes à espera para serem atendidos.
Quero aproveitar também para agradecer a todas as pessoas que me felicitaram pelo meu aniversário.

Lisboa, 27 de janeiro de 2016.
João Porfírio


Um Estranho por Dia

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário