Manuel Ataíde, 78 anos

Manuel Ataíde, 78 anos. “Um dia destes faço 79 e um dia destes é amanhã! Nasci em 1937”, disse-me Sr. Manuel assim que começámos a falar, com um certo tom de orgulho na voz. “Sabes, a vida cá nos Açores - e mais aqui na Graciosa - era muito difícil, havia muito pouco trabalho e o que havia era muito mal pago. Trabalhei muito, ganhei muito dinheiro mas trabalhei muito mesmo”, disse-me. Dando a entender que a sua história de vida daria um romance, contou-me que, depois de acabar a escola obrigatória, começou a trabalhar: "aos 17 anos fui trabalhar para uma padaria e depois, com 20 anos, fui para a caça à baleia. Era uma vida muito difícil mas muito boa. Não se trabalhava todos os dias e ganhava-se bem, mas quando aparecia uma baleia era um perigo, por algumas vezes achei que ia morrer. Uma delas, estava eu a remar no bote baleeiro, quando senti uma sombra e tinha a cabeça da baleia mais próximo do que nós os dois aqui!, ela veio à tona mesmo ao lado do barco, nem sei mesmo como sobrevivemos. E uma outra vez, trancámos a baleia mas a lança virou e fez de arpão, fazendo com que a baleia puxasse o bote a toda a força. Foi, se calhar, a vez mais perigosa, podíamos ter morrido todos de novo” contou-me ele de forma fervorosa. Depois, voltou 'à terra': “deixei a caça a baleia e voltei para uma padaria. Eu era o amassador, ganhava 300 escudos e dois pães por semana, era muito bom para a altura.” Hoje em dia, casado e com um filho, tem muito orgulho na sua história: “A minha vida podia terminar hoje que morria feliz, consegui alcançar todos os meus objectivos, alcancei tudo o que queria, tive uma vida dura mas tive a vida que quis e feliz. Agora só é necessário saúde para ir ver as minhas vaquinhas e os meus cordeirinhos que acabaram de nascer”, disse-me. Enquanto nos afastávamos e em jeito de despedida, diz-me: “Espero que consigas alcançar todos os teus sonhos, Rui, se conseguires vais ser um homem feliz!” Obrigado pelo seu tempo, Sr. Manuel! Obrigado mesmo!

Praia, Santa Cruz da Graciosa, 18 de Janeiro de 2016
Rui Soares
  



rui soares

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário