Mauro Silva, 26 anos

Mauro Silva, 26 anos. Quando conheci o Mauro, este aceitou logo participar no projecto mas com a única condição de o chamar de 'Maura'. Demonstrou alguma pena porque não estava exactamente como gostaria de ser vista: “o senhor devia era fotografar-me toda produzida para ir trabalhar. Isto assim hoje foi apenas um desenrasque para espairecer um pouco!”. De forma muito aberta e à vontade diz-me: “não sei se vais achar bem ou não, mas eu sou prostituta, não tenho medo de o dizer. E todas as pessoas sabem e a minha vida é simples; acordo, arrumo a casa e a uma certa hora vou para a rua, porque trabalho na rua para arranjar clientes. Muitos homens não querem usar preservativo mas eu faço questão, sempre. Não quero saber da vida deles, mas quero estar sempre protegida e só saio com pessoas conhecidas, existem muitos malucos e esquisitos por aí!”
Embora mantenha uma relação com a sua mãe, o facto de trabalhar na rua afastou um pouco a sua família. "Mas que remédio?, eu nasci assim, eu sou a Maura. Desde de novinha que sei que sou mulher, vejo-me como mulher, nunca me escondi e segui em frente como sou. Sempre foi assim que me senti então para a frente, eu sou assim!”, disse-me convicta. Conta também que, quando era pequena, sonhava ser cabeleireira - e ainda hoje corta o cabelo de algumas amigas - mas a certa altura sentiu necessidade de sair da escola: "desisti da escola porque muita gente mandava bocas... desisti por causa disso, não me sabiam aceitar. E já passei por tanta coisa, drogas pesadas e tudo, mas consegui sair. Só que a minha cabeça não dá para voltar a estudar, não estou preparada para isto. Já passei por tanta coisa que as bocas hoje em dia já não me atingem, eu sigo o meu caminho.”
Fala-me também sobre o tem outro grande sonho da sua vida: ”Gostava muito de fazer a operação para trocar de sexo. Até já tomei uma pílula, que me deu algum peito, mas estava-me a fazer mal ao coração. Agora este é o meu sonho, conseguir arranjar dinheiro suficiente para fazer operação, espero que daqui a 10 anos já esteja transformada, vai ser difícil porque vou ganhando pouco mas sei que vou conseguir. É o que mais quero, tornar-me mulher e vou continuar nesta vida, porque gosto, gosto de ser prostituta. E sou feliz, sou muito feliz assim, todos os dias vou vivendo a minha vida pensando no meu objectivo final, que é tornar-me mulher.” Obrigado pela franqueza, Maura. Tudo de bom para ti. 

Lagoa, 7 de Fevereiro de 2016
Rui Soares


rui soares

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário