Soraia Pinheiro Costa, 17 anos

Soraia Pinheiro Costa, 17 anos. Quando a conheci e lhe pedi que participasse do projecto, respondeu-me logo que sim; "ainda por cima adoro a tua barba, estou farta de dizer ao meu namorado para deixar crescer, claro que participo”, disse entre sorrisos.
Começou por me dizer que está quase a fazer 18 anos, e a sua a vida é dividida entre escola, trabalho, ginásio, e o curso de Técnico de Electrónica e Comunicações. Acha que, enveredando por esta área, terá mais probabilidades de ter emprego no futuro, cá ou em outro local do mundo. Na verdade, o seu sonho era ser psicóloga, mas admite "que não tenho paciência para estudar tanto". Entre outras coisas, diz que o seu dia fora da escola é passado a ajudar a mãe a cozer pão e ajudar o pai na lavoura que têm.
Vivendo em Ponta Garça, que fica a mais de 50km de Ponta Delgada, a sua rotina consegue ser um pouco difícil: "acordo todos os dias às 5:30 da manhã e apenas chego às 20:30 a casa, é um bocado cansativo mas aos fins-de-semana os meus dias são passados a ajudar os meus pais. Ao domingo, sempre que posso, vou com o meu pai ajudar nas vacas, adoro estar lá, no meio da natureza... e trabalho também, não vou apenas pelas vistas!, e às vezes prefiro falar com os animais do que com as pessoas.”
Acerca do seu futuro e o que a faz feliz, a Soraia diz-me: "Eu adoro Portugal, mas acho que o Governo está a estragar o nosso país, como diz o meu pai. Já pensei e penso em emigrar, mas Portugal é a minha vida. Acho que o meu futuro passa lá por fora, mas custa-me muito abandonar a minha família, que é tudo para mim. Preferia ser como somos do que sermos milionários, sou muito feliz com eles e para mim é a melhor família de sempre. E no fundo basta fazermos o que gostamos - tipo tu que fazes o que gostas - para sermos felizes, acho eu.” 
Com um tom muito positivo, conta-me um pouco sobre o seu passado: “eu era gordinha e sofri bullying, depois sofri de anorexia aos 8 anos... na escola chamavam-me de Olivia Palito. Mas sabes, são tudo fases, digo sempre aos meus amigos 'ok as coisas estão mal, estão negras, mas tudo vai melhorar', tento sempre dar força aos meus amigos, a darem valor à vida e ao que lhes rodeia”. Soraia, continua com essa energia para dar e vender.

Ponta Delgada, 6 de Fevereiro de 2016
Rui Soares


rui soares

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário