Ian Au, 35 anos

Ian Au, 35 anos. “Tenho o nome inglês e o chinês; ou sou o Ian ou então sou o Au Leung Wai. Eu sei que pode ser confuso para vocês ocidentais, mas enfim, temos isto assim cá.” Nascido e criado em Hong Kong, é um apaixonado pela sua cidade onde o tradicional se mistura com o moderno, transformando-a num lugar incrível, único e cheio de oportunidades: “As coisas não estão perfeitas – como na política, meio ambiente, etc. – mas aqui encontras coisas únicas que não podes encontrar no resto do mundo. A minha Hong Kong é uma floresta de cimento, alguns podem achar que Hong Kong é só a China, mas temos aqui o choque perfeito entre o velho e o novo; acho que este é o novo ‘melting pot’ do mundo”. O Ian trabalha há algum tempo num hotel, mas recentemente embarcou numa nova aventura: voltou à escola e está a estudar Design de Moda. Diz-me que o seu lema pessoal é ‘e porque não se ser sempre feliz?’, e a sua vida assenta precisamente nessa crença: “eu persigo os meus sonhos como todo o mundo, espero tornar-me num designer de moda fantástico. Vai ser difícil, mas sei que vou tentar o máximo que puder. A vida não pára. Quero comprar uma casa, comprar umas coisas…”, diz-me determinado. Embora ame a sua cidade, está a considerar sair daqui e ir procurar outro lugar onde viver, porque acredita que a mudança é um catalisador: “surpresas e mudanças são boas, mesmo no trabalho. Pode ser que assim ainda me sinta mais inspirado para o meu sonho de me tornar um grande designer de moda!”. Obrigado pelas dicas dos locais fora dos roteiros turísticos, Ian.

Hong Kong. 24 de Março de 2016
Rui Soares
 
 

Rui Miguel Pedrosa

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário