João Perdigão, 23 anos

João Perdigão, 23 anos – Encontrei o João na Embaixada de Portugal junto da Santa Sé. “Estou a fazer um estágio curricular não remunerado. Formei-me em Direito mas aqui faço um pouco de tudo”. Hoje estava a ser o ajudante de campo para os jornalistas. “Esta é uma embaixada sui generis, é uma das mais antigas embaixadas em Roma juntamente com a de Espanha e é sobretudo uma embaixada histórica, de representação, aqui não há burocracias como pedidos de residência, passaportes etc. É uma embaixada com um enorme prestígio junto do Papa e a presença dos representantes Portugueses cá é muito solicitada nos mais diversos eventos. Normalmente é uma das embaixadas de topo de carreira”. Perguntei-lhe quanto tempo iria ser o estágio e o que pretendia fazer após o estágio: “Estou cá desde setembro do ano passado e vou estar até julho deste ano. Depois disso volto a Portugal e pretendo concorrer à carreira diplomática, e os meus amigos dizem-me em tom de brincadeira, que comecei a minha carreira pelo topo e que agora é sempre a descer. Mas tenho um fascínio por África e pelo Mundo Árabe, acho que ainda há muito por descobrir e fazer nesses países em termos de relações com Portugal.” Relativamente à sua vida em Roma disse-me: “O estágio não é remunerado e a vida cá em Roma é muito cara, mas não vejo isso como uma despesa mas sim como um investimento. Já tinha feito cá o 12º ano e falo bem Italiano e adoro a cidade. Toda a Roma é um museu, nas minhas folgas ou tempos livres visito todos os museus que posso, adoro arte e pondero fazer uma formação em arte”. Obrigado, João, pela ajuda na nossa visita e sucesso na tua carreira. 

Roma, 17 de março de 2016. 
Miguel A. Lopes


Miguel A. Lopes

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário