Kiwi Chan, 24 anos

Kiwi Chan, 24 anos. "Eu chamo-me Kiwi. Sim, como a fruta”, apresentou-se entre sorrisos. Tem 24 anos, e é natural daqui de Hong Kong, mas viveu cerca de 9 anos na Inglaterra, onde fez o liceu e a universidade. "Prefiro Londres porque Hong Kong é muito intensa, e sentimos muita pressão. Vocês na Europa são muito descontraídos, aqui todos estão sempre com pressa, trabalhando muito, trabalhando horas extras devido a deadlines... mas no Oeste, temos mais tempo para nós próprios e ...isso atrai-me bastante." Para além disso, diz-me que a principal diferença estes dois mundos são as pessoas, sendo que em Hong Kong as pessoas não gostam de conversar; "Quando você começou a falar comigo, eu pensei "que giro!",porque gosto de falar com estranhos, mas no geral as pessoas de Hong Kong não gostam, eles evitam o contato visual. E eu acredito que você, Rui, deve ter muita dificuldade em falar com pessoas aqui sobre o vosso projecto, não é?!", pergunta-me ela, com alguma razão. Continua falando do imenso stress que sente nesta sua cidade natal: “Eu trabalho neste banco aqui atrás, e há tanta pressão... mas acho que é um desafio, logo acho que estou bem no meu trabalho." Embora esteja a adorar o trabalho no sector bancário, diz que ainda não encontrou a sua "profissão ideal". Pretende ir subindo de posição no banco até ao nível da gestão, para poder ganhar dinheiro o suficiente para tirar um mês de férias e viajar por toda a Europa; "Estou muito ansiosa para que isso aconteça!!”. Por fim, diz-me que é uma pessoa positiva e que o que mais adora é conhecer pessoas novas e fazer amigos. "E se eu estou chateada ou qualquer coisa assim, tento arranjar uma forma de me puxar para cima, e ando devagarinho a trilhar o meu caminho", disse ela em despedida, antes de voltar ao trabalho. Obrigado por aceitares falar comigo de tão boa vontade, Kiwi.
 
Hong Kong, 23 de Março de 2016
Rui Soares

Rui Miguel Pedrosa

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário