André, 19 anos; Lauany, 19 anos; Kayla, 6 meses

André, 19 anos; Lauany, 19 anos; Kayla, 6 meses. A idade de ambos despertou-me a atenção. Residentes em Leiria começaram a aventura a dois na Suíça. “Fomos para lá para estudar. Quando nos conhecemos houve logo um ‘climinha’”, diz Lauany sorrindo. E André explica que acabaram por começar a namorar até que um dia, por causa de pipocas, começaram as desconfianças da gravidez. “Ela começou a desejar pipocas, e como esse desejo veio do nada, a minha mãe, na brincadeira, disse que ela devia estar grávida”, o que veio a confirmar-se depois de fazerem um teste, conta André. Na altura, ficaram assustados. Mas “era o nosso néné”, diz Lauany orgulhosa. Decidiram então deixar a escola para arranjar trabalho. “A prioridade passou a ser a Kayla. Queríamos proporcionar um bom futuro de forma a poder criar a nossa filha sem que tivéssemos de pedir ajuda a ninguém”, reforça André. Vieram morar para Portugal e admitem que está a ser uma experiência fantástica. “Nunca pensei vir a sentir isto, sendo tão novo. Ver a Kayla crescer de dia para dia dá-nos vida”, diz André. “É óptimo. Está a ser maravilhoso. É a minha segunda vida. Apenas quero estar bem para poder olhar por ela”, realça Lauany. Dizem estar conscientes da enorme responsabilidade que passaram a ter e asseguram que em momento algum pensaram em não avançar com a gravidez. “Temos noção que deixámos de fazer coisas que a malta da nossa idade faz. Mas nem temos problema nenhum com isso porque estamos com ela. De certo modo fez com que tivéssemos juízo mais cedo. E se tivermos que deixar de comer para que ela possa comer, então assim o faremos”, sublinham.

Leiria, 11 Maio 2016
Rui Miguel Pedrosa


Rui Miguel Pedrosa

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário