Fernanda D., 64 anos

Fernanda D., 64 anos. Nos dias que antecedem as peregrinações aniversárias ao Santuário de Fátima ando bastante tempo nos caminhos utilizados pelos peregrinos. Onde acabo por conhecer pessoas fantásticas, com histórias de vida bastante interessantes. Hoje, quem me chamou a atenção foi esta senhora que levava uma garrafa de água na cabeça. Foi uma conversa rápida, para que não interromper a sua caminhada. É natural de Arouca e há 40 anos que se desloca a Fátima a pé. Agora, o grupo que integra, é muito menor do que noutros tempos. “Hoje o nosso grupo tem apenas 23 pessoas mas já fomos bem mais”, diz com alguma tristeza. Conta também que por vezes gosta de ajudar na confecção das refeições para o grupo. Depois de lhe explicar porque é que me tinha chamado a atenção, sorri e responde. “Ó filho, comecei a andar com ela na cabeça porque é mais fácil para transportar. Deixei de a levar nas mãos porque ao fim de algum tempo já não sabia o que fazer com a garrafa. Até parecia que começava a pesar muito mais. E, na cabeça, nem sinto o peso dela”, revela Fernanda. Pergunto se ela alguma vez tinha caído, responde com um enorme sorriso: “Sim, no início era uma ginástica e chegou a cair algumas vezes. Até eu já caí por causa dela. Mas agora não tenha dúvida que até corro com a garrafa na cabeça sem que ela caia”, diz em tom animado.

Pombal, 9 Maio 2016
Rui Miguel Pedrosa


Rui Miguel Pedrosa

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário