Abel Cabral, 54 anos

Abel Cabral, 54 anos. “Sempre fui “baceiro”(nome dado aos habitantes de Agua de Pau), toda a minha a vida e nunca fiz a ideia de onde vem esse nome, eu sei que o pessoal da Ribeira Chã são os “inhameiros”, começou por me dizer o sr Abel, com uma boa disposição sem igual. “Trabalho de manhã à noite”, continuou ele a dizer, sempre a rir. Proprietário de um restaurante na Caloura, conta-me que sempre teve uma vida de trabalho: “quando era novo fui tirar um curso de Mecânica, na antiga Escola Industrial e andei uns tempos a trabalhar na mecânica, mas o meu pai morreu e tive de ir trabalhar aos 16 anos, eu era o mais velho da família, desde aí, não consegues parar, tens de sustentar mãe e casa, depois casas-te e tens de sustentar a família, tens de trabalhar sempre. Fiz algumas coisas, abri várias casas nocturnas nos anos 80 e 90, e agora estou aqui, neste meu canto de paraíso, fiz a minha vida sempre no meio dos restaurantes e bares, e não tens hipótese, a vida propõe-te isso e segues em frente”. Sobre o seu futuro, o sr. Abel deu uma gargalhada e contou que não planeja nada: “planos? tu não me perguntes isso..eu tomo duche de manhã e logo se vê, só para veres, eu tenho um casamento de uma sobrinha e está tudo à espera que diga como vai ser, eles estejam relaxados, dois dias antes tenho tudo terminado” contou ele às gargalhadas, mas num tom mais sério conta-me: “a felicidade é isto, é o que apanhas todos os dias, há felicidade na tristeza, tens é de aproveitar tudo, eu olho para trás e só acho que os dias foram muito curtos para se tirar mais partido e agora é continuar a aproveitar, a família, todos os amigos, mas aproveitar mesmo, por exemplo, vou agora agarrar num queijinho, duas garrafas de vinho, descansar um pouco para depois voltar a trabalhar, aproveitar, e continuar assim todos os dias, acordar todos os dias e inventar trabalho, porque se não tens inventa! não podemos ficar na maminha.” rematou assim o sr. Abel. Obrigado Sr. Abel e felicidades para o resto da sua vida.

Caloura. 17 de Julho de 2016
Rui Soares


rui soares

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário