Laura Monteiro, 17 anos

Laura Monteiro, 17 anos. “Sou estudante e estou a terminar o 12º ano, agora vou para a Universidade, estava em Ciências e candidatei-me para Engenharia Física” diz ela com um sorriso na cara, para continuar a explicar o porquê da sua escolha: “Porque adoro Física, antes queria ir para Medicina, mas acho que sou demasiado sensível para certas coisas, não posso ver ninguém a sofrer, crio muita afinidade com as pessoas e se algo corre mal, acho que vou levar para casa este sentimento e então a minha opção lógica foi engenharia, acho que me vou dar bem, gosto mais do raciocínio..espero longos anos e difíceis no Técnico, vamos lá ver, estou com média de 16, vamos ver se consigo” 
“Estou a espera de conhecer gente nova, novas mentalidades, vou viver sozinha, é diferente, e acho que ainda não estou muito preparada para viver sozinha, ainda não estou pronta para largar o ninho acho eu, mas tento não pensar muito nisto, estou a tentar deixar que cada vez mais as coisas aconteçam, mas sou uma daquelas pessoas que estão sempre a pensar no que vai acontecer, sofro por antecipação, sei que não presta mas estou a trabalhar nisto” diz ela decidida e sem nunca largar o seu sorriso. Terminamos a falar no que lhe deixa bem e no que lhe incomoda, como algumas acções de pessoas; “considero-me uma pessoa feliz, quero ter sempre as pessoas de que gosto ao meu lado, a minha família..sem problemas, até porque no meio disto tudo que nos rodeia, destes ataques todos, muito sentimento mau e ódio e infelizmente estas coisas ainda estão muito presentes na nossa sociedade, é pena” diz ela um pouco triste mas rapidamente voltou a sorrir para terminar a conversa; “mas espero ser como todas as outras pessoas, a tentar fazer aquilo de que gosto, com um bom emprego e se calhar noutro país”. Obrigado Laura. Boa sorte para tua nova etapa na vida e não sofras muito por antecipação.

Ponta Delgada 30 de Junho de 2016
Rui Soares


Rui Miguel Pedrosa

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário