António Foguete, 68 anos

António Foguete, 68 anos - encontrei o Sr. António nas festas do Barrete Verde em Alcochete "Sou campino desde que me conheço, já o meu pai o era e toda a gente me conhece por Foguete!". Perguntei-lhe o que fazia um campino e se alguma vez tinha levado alguma cornada de um toiro "Um campino cuida do gado, vê se algum animal está doente e participo nestas festas. Nunca levei nenhuma cornada na minh...a vida mas já caí foi muitas vezes do cavalo. Olhe no dia da revolução, mesmo na noite de 25 de Abril de 1974, já de madrugada, eu e a minha mulher estávamos ali numa herdade e ouvimos as sirenes da GNR, pensamos que a guerra vinha aí e que nos iam prender. Afinal tinha sido um touro que tinha fugido e andava na estrada e vieram-me pedir para o ir buscar. Fui a cavalo atrás do jipe da GNR mas não o encontramos. Depois de alguma procura lá o descobri num caminho, quis mandar-lhe uma varada mas nesse momento o cavalo foi-se abaixo das canetas, eu cai e o cavalo caiu em cima de mim e fiquei com a perna virada ao contrário. Quando olhei o touro estava fixado em mim e estava a preparar-se para investir, o cavalo já se tinha levantado e eu com o medo até esqueci as dores na perna, apoiei-me na vara e saltei com toda a força para cima do cavalo, ao passar a perna por cima da cela esta deu um estalo enorme e quando olhei já tinha a perna concertada! Depois disso lá consegui encaminhar o toiro. Veja lá, isto já foi há tantos anos e nunca fui operado a essa perna mas as dores, essas nunca de cá saíram. Hoje a festa é rija e já vou aí passar a cavalo!".

Alcochete, 23 de Agosto de 2016. 
Miguel A. Lopes


Miguel A. Lopes

Retratos e histórias por Miguel A. Lopes / Rui Soares / Rui Miguel Pedrosa / João Porfírio .

Sem comentários:

Enviar um comentário